12/03/2018 10h31

Mulheres em Cena marcou a noite do sábado (10), em Amambai

Em uma edição especial do Som da Cidade, Mulheres em Cena demonstrou a força e o talento das amambaienses.


Fonte: Redação

 
Na edição especial do Som da Cidade, as apresentações foram exclusivamente femininas / Foto: Moreira Produções Na edição especial do Som da Cidade, as apresentações foram exclusivamente femininas / Foto: Moreira Produções

Amambai (MS)- "Respeita as mina, toda essa produção não se limita a você", este é o trecho de uma das músicas apresentadas na edição especial do Som da Cidade, Mulheres em Cena, promovido pela Prefeitura Municipal no último sábado (10), em Amambai.

Com músicas e encenações que ressaltavam o empoderamento feminino, as suas lutas e dramas, 14 mulheres amambaienses subiram ao palco e mostraram seus talentos, surpreendendo o público presente.

Apresentações

Emily e Emanuely, com suas vozes doces e conectadas, apresentaram as músicas "Tu", do duo Anavitória e "Era uma vez", de Kell Smith.

Cintia Martins, em um monólogo forte e dramático, apresentou um pouco da triste vida de mulheres que se casam iludidas com um príncipe encantado e depois passam a sofrer violência doméstica diariamente.

 
Cintia Martines apresentou um pouco da triste vida de mulheres que se casam e sofrem violência doméstica / Foto: Moreira Produções Cintia Martines apresentou um pouco da triste vida de mulheres que se casam e sofrem violência doméstica / Foto: Moreira Produções

Já Laura Luna, bem como a dupla Daniela e Camila, e Bianca, decidiram apresentar duas músicas clássicas da MPB, a "O Sol", de Jota Quest e "Trem Bala", de Ana Vilela, respectivamente.

Joani Souza apresentou um dos clássicos feministas, "Respeita as Mina", da cantora Kell Smith, onde em uma letra direta e sucinta, clamou o respeito, o fim do machismo e ressaltou o movimento feminista.

Estefani Luiza, ao som de "Não se Vá", de Jane e Herondi, encenou um teatro de fantoches. O grupo de dança indígena Pai’ Kuara Rendy, apresentou três danças típicas das mulheres Guarani Kaiowá.

A atriz Lidiane Martines, apresentou ao som de uma harpa tocada por Luana Azevedo, um musical que também retratou lutas de algumas mulheres, que se sentem oprimidas.

A publicitária Michele Matos apresentou, em vídeo, um trecho do poema "Poesia das Músicas", de Mariana Moraes.

 
Alessandra Tavares dramatizou a música Geni e Zapelin, de Chico Buarque / Foto: Moreira Produções Alessandra Tavares dramatizou a música Geni e Zapelin, de Chico Buarque / Foto: Moreira Produções

E em um momento singular da noite, a atriz e diretora geral do Mulheres em Cena, Alessandra Tavares, dramatizou a música "Geni e o Zepelin", de Chico Buarque.

"Foi um noite linda assim como a alma das artistas! Estou feliz com o resultado, talentos que foram apenas lapidados, e que podem brilhar muito mais! Usar a arte para despertar a consciência, tocar o coração das pessoas é o que me deixa satisfeita, feliz e é a minha fonte de inspiração!", afirmou Alessandra.

O prefeito de Amambai, Dr. Bandeira, afirmou que a Prefeitura esteve empenhada em promover um mês com atividades voltadas às mulheres amambaienses, que puderam ficar mais informadas sobre saúde, bem estar, entre outras informações repassadas durante as ações. "Desde o início do mês, estamos desenvolvendo atividades voltadas ao público feminino de Amambai, isso porque queremos valorizar as mulheres de Amambai", disse Dr. Bandeira.

A estudante Larissa da Silva Santos, que esteve prestigiando as apresentações disse que se surpreendeu com os talentos apresentados da noite. "Foi lindo! Estou encantada com o talento dessas mulheres, cada uma com seu jeitinho, fez com que essa noite ficasse ainda mais especial", disse.

Veja fotos:

comments powered by Disqus