18/04/2017 07h40

Associação Mãos que Produzem Arte de Amambai é referência em associativismo

A produção da associação é vendida para a merenda escolar da Rede Municipal de Ensino


Fonte: Redação

 
Membros da associação em frente a sede da entidade, que teve sua reforma inaugurada em 2016 / Foto: Arquivo Pessoal Membros da associação em frente a sede da entidade, que teve sua reforma inaugurada em 2016 / Foto: Arquivo Pessoal

Amambai (MS)- Produzindo mensalmente mais de uma tonelada de pães, bolos, cucas e biscoitos, a Associação Mãos que Produzem Arte é referência em Amambai.

A entidade tem como objetivo incentivar os trabalhadores da agricultura familiar, ao associativismo e cooperativismo promovendo a geração de trabalho e renda extra.

De acordo com a presidente da associação, Lili Krüger, a entidade conta hoje com 13 sócios, que juntos produzem cinco tipo de produtos: pão caseiro, pão caseirinho, cucas, bolos e biscoitos, que agora também fazem parte do cardápio dos alunos dos alunos matriculados na Rede Municipal de Ensino de Amambai (Reme).

 
Lili Krüeger, presidente da Associação Mãos que Produzem Arte / Foto: Moreira Produções Lili Krüeger, presidente da Associação Mãos que Produzem Arte / Foto: Moreira Produções

"Grande parte da nossa produção é destinada à merenda escolar da rede municipal, somente na aldeia Amambai entregamos cerca de 200 quilos por semana", disse Lili.

Lili conta que assumiu a associação há três anos e que, na época, eram em apenas quatro associadas. "Começamos com apenas uma DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf), que dividíamos para quatro pessoas, tínhamos um lucro de R$ 280,00 por pessoa (...) naquela época tive que praticamente implorar para que ficassem e tentassem um pouco mais, três anos depois, temos até fila de espera para entrar para a associação", lembra Lili..

 
Pão Caseiro é um dos produtos fabricados pela associação / Foto: Moreira Produções Pão Caseiro é um dos produtos fabricados pela associação / Foto: Moreira Produções

A DAP é a principal ferramenta de identificação do agricultor familiar. Por meio dela, é possível ter acesso às ações que beneficiam e aprimoram as atividades diárias do agricultor.

Na associação Mãos que Produzem Arte, os 13 associados possuem a DAP, porém, a associação não trabalha com todas. "Neste semestre estamos trabalhando com seis DAP’s, ou seja, todos nós trabalhamos e lucramos igualmente, mas as notas fiscais dos produtos que produzimos saem no nome destes seis agricultores, no próximo semestre, nós usaremos as Dap’s dos outros sete agricultores, para que as notas saiam em seus nomes", explicou a presidente da associação.

Ainda, de acordo com Krüger, o lucro de cada associado varia de acordo com a demanda e a produção da associação, mas que atualmente a média de ganho mensal é de um salário mínimo. Ela ainda conta que os gastos também são divididos igualmente.

 
A entrega do carro aconteceu na Prefeitura Municipal. O veículo foi entregue pelo prefeito Dr. Bandeira, na quarta-feira (12) / Foto: Divulgação A entrega do carro aconteceu na Prefeitura Municipal. O veículo foi entregue pelo prefeito Dr. Bandeira, na quarta-feira (12) / Foto: Divulgação

A associação recebeu novo carro

Na última quarta-feira (12), a associação recebeu um novo carro cedido pela administração municipal para garantir maior agilidade em suas entregas. A enttrega do veículo foi feita pelo prefeito Dr. Bandeira.

De acordo com Lili, o apoio da Prefeitura Municipal tem sido imprescindível para que a o trabalho da associação seja realizado.

"Somos muito gratos a administração do ex-prefeito de Amambai, Sérgio Barbosa, porque ele acreditou em nós e confiou no nosso trabalho e também ao atual prefeito, Dr. Bandeira, que tem nos apoiado bastante e agora, com este novo carro cedido, nossos produtos chegarão muito mais rápido e com muito mais segurança", ressalta Lili.

Envie seu Comentário