06/12/2017 10h29

"Dimensões do Contemporâneo": Um livro... Um diálogo entre Uems e Amambai

Livro será lançado nesta quinta-feira (7) no auditório da UEMS


Fonte: Uems

 

Amambai (MS)-A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) convida Amambai para o lançamento do livro Dimensões do Contemporâneo: uma abordagem integrada, que será realizado às 19h no auditório da instituição nesta quinta-feira (7).

O livro Dimensões do Contemporâneo: uma abordagem integrada é uma produção dos docentes da Uems de Amambai e tem como propósito maior ampliar o campo de diálogo entre a instituição de ensino e o município, tendo em vista que em paralelo com a formação de professores o objetivo da universidade é contribuir para a emancipação social em diferentes cenários.

Para tanto, o desafio de integrar as pesquisas docentes em uma obra contempla inúmeros segmentos possíveis de atuação edificante do ambiente acadêmico em direção ao ambiente social. Junto a isso, o esforço presente na construção da obra pode ser caracterizado como compreensão do momento presente. Como dizer o contemporâneo? Trata-se de uma ontologia social aberta, carente de atribuição de sentidos e de costuras. No entanto, alguns elementos contribuem para tatearmos o significado das expressões de diferentes esferas da vida social e, neste caso específico, abordaremos aspectos econômicos, educacionais, ambientais, gênero e étnico-raciais. A constituição da realidade histórica e social em nossa época é marcada pelo princípio da mudança. A configuração social se transforma de modo intenso, demarcando profunda alteração no campo dos valores. Junto a isso, a aproximação de diferentes visões de mundo, própria da era moderna, encarrega-se de promover o cenário de instabilidade das ordenações e comportamentos outrora percebidos como fixos e imutáveis. E, é na tentativa de compreender tais mudanças que a obra é apresentada.

A obra, composta por 12 capítulos, está disposta do seguinte modo: "Crise da historiografia, crise da história e o pluralismo interpretativo" do professor Doutor em História Rodrigo Bianchini Cracco; "Bases epistemológicas do planejamento social" do professor Doutor em Ciências Sociais Fabricio Antonio Deffacci; "Os fatores exógenos e sua influência no desenvolvimento do município de Amambai" do professor Francisco André Pedersen Voll, Mestre em Desenvolvimento Regional e Agronegócio; "Organização do trabalho na Reforma Agrária" das professoras Doutoras em História Viviane Scalon Fachin, Marinete Aparecida Zacharias Rodrigues e Suzana Arakaki; "As variações nas rendas dos juízes de fora da capitania de Mato Grosso no século XVIII (1748-1796)" do professor Mestre em História Gustavo Balbueno de Almeida; "Edificando memórias em plagas brasileiras: rompendo camalotes e nuvens de malvados insetos" da professora Doutora em História Ilsyane do Rocio Kmitta; "Multiletramentos: os gêneros digitais no ensino de linguagens" da professora Mestre em Letras Katia Resende de Assis Machado e da professora Doutora em Letras Silvane Aparecida de Freitas; "O ensino da língua indígena: sua importância na afirmação da identidade étnica e cultural" da professora Mestre em História Cristiane Pereira Peres; "O que o rap nacional tem para contar sobre a condição social da mulher negra no Brasil: apontamentos a partir da canção ‘mulheres negras’" da professora doutoranda em História Monique Francielle Castilho Vargas; "Notas sobre gênero, instituições e educação nas dimensões da socialidade Guarani e Kaiowá" da professora Doutora em Ciências Sociais Célia Maria Foster Silvestre; "Relações raciais e fluxos migratórios: a experiência do Oeste paulista durante o processo de abolição" do professor Doutor em Sociologia Rogério da Palma; "Integração Regional, o Mercosul e o novo momento político na América Latina: aprofundamento ou estagnação?" do professor Doutor em Integração da América Latina Marcos Antonio da Silva, das Mestras em Desenvolvimento Regional Lucimara Inácio do Prado da Silva e Simone de Oliveira Rocha Cavalcante.

Em paralelo com o conteúdo da obra, cabe ressaltar a motivação de organizar todos os escritos na mesma direção. De modo prático, trata-se de um trabalho de maior fôlego que pretende reforçar a identidade de pesquisa entre os docentes da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – Campus de Amambai e o vínculo da Universidade com a realidade de Amambai. Tal identidade lança sua sustentação por meio de abordagens compartilhadas entre os cursos de graduação em Ciências Sociais e História, a Especialização em Sociedade, Ambiente e Cultura, o Mestrado Profissional em História (ProfHistória) e o Mestrado acadêmico em Desenvolvimento Regional e de Sistemas Produtivos da UEMS/Ponta Porã. E, junto a isso, a obra contempla as atividades desenvolvidas pelo Grupo de Pesquisa Processos Históricos e Pensamento Social, o qual é composto pelos docentes de ambos os cursos. Desejamos agradecer a contribuição docente quando da disponibilização de suas pesquisas, bem como a oportunidade de publicação oferecida pelo professor Dr. André Martins (Presidente da Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – ADUEMS). Esperamos que esta obra possa se transformar em combustão para futuras reflexões acerca da nossa sociedade, da nossa época e, principalmente, sobre os contornos históricos, econômicos, sociais e políticos de Amambai.

Envie seu Comentário