13/02/2018 09h30

Carnaval de São Paulo tem sua primeira rainha de bateria trans

"Esperei por 18 anos para levantar a bandeira LGBT no carnaval", conta a bailarina Camila Pereira de Moraes


Fonte: Cláudia

 

A bailarina Camila Pereira de Moraes, 38 anos, tornou-se a primeira rainha de bateria transexual do carnaval de São Paulo ao desfilar pela escola de samba Camisa Verde e Branco na madrugada desta segunda-feira (12).

"Estou muito emocionada, muito feliz. Esperei por 18 anos para levantar a bandeira LGBT no carnaval. Desfilar na frente da bateria é um sonho", disse Camila em entrevista ao G1.

O sonho de Camila se tornou possível depois que a Camisa Verde Branco decidiu criar o cargo de "Rainha Trans". Essa é a aposta da escola para garantir o título do Grupo de Acesso do carnaval paulistano e voltar à elite da disputa.

Envie seu Comentário