Mercado de academias cresce no Brasil com a ascensão financeira das classes C e D

O mercado de academias de ginástica está em expansão no Brasil com a melhoria de renda das pessoas


Fonte: agênciabrasil

Rio de Janeiro – O mercado de academias de ginástica está em expansão no Brasil com a melhoria das condições de renda das pessoas situadas nas classes C e D. De acordo com Ana Paula Leal Graziano, diretora geral da Rio Sports Show, principal feira do segmento de fitness (em forma) que funcionou até ontem (17), na capital fluminense, de um ano para cá, o número de academias de todos os portes no Brasil cresceu em torno de 25%, incluindo segmentos como dança e luta.

Ana Graziano disse ainda que, atualmente, muitas academias de pequeno e médio portes estão bem equipadas e têm sucesso junto às classes C e D, sem o custo das mega academias. “Essas academias de bairros têm um custo-benefício razoável e você consegue fazer a sua atividade física, pagando um preço justo por aquilo que usa. Ou seja, você consegue que uma faixa de mais baixa renda possa ingressar em academias desse tipo”.

Na avaliação da diretora geral da Rio Sports Show, a nova classe C ampliou o público da feira que, nesta 12ª edição, multiplicou por três o tamanho em relação à feira do ano passado, apresentando 140 expositores. A expectativa é que a feira gere, este ano, R$ 15 milhões em negócios, mostrando alta de 50% frente a 2009.

 
 
 
 
 
 
Enquete