15/05/2012 15h53 - Atualizado em 15/05/2012 15h53

Traficante vulgo “Santo” foi preso na manhã desta terça-feira

 

Fonte: Portal Ministério Público MS

 

O traficante Carlos Delosantos Flores, vulgo “Santo”, teve sua prisão preventiva cumprida por membros da Agência Central de Inteligência da Polícia Militar e DOF na manhã desta terça-feira (15). O Ministério Público de Mato Grosso do Sul por meio do Promotor de Justiça Etéocles Brito Mendonça Dias Júnior ofereceu a denúncia com base na Ação Penal n. 0000296-83.2012.08.12.0004, de Amambai (MS), e Medida Cautelar n. 0007437-96.2011.403.6108, da 3ª Vara Federal de Bauru em São Paulo.

De acordo com minuciosa investigação da Polícia Federal de Bauru, com duração aproximada de seis meses, apurou-se que o denunciado Carlos Delosantos Flores, morador de Paranhos (MS), gerencia de forma continua e reiterada o fornecimento e distribuição de grandes quantidades de drogas ilícitas, principalmente maconha e pasta base de cocaína, desta região de fronteira com o Paraguai para o interior de São Paulo, notadamente nas cidades como Botucatu, Hortolândia e Bauru, tendo ampla rede de contatos na região.

Na ação penal acima referida, que tramita na 1ª vara criminal de Amambai, “SANTO” é acusado de ter arquitetado o transporte de 74 Kg de maconha de Paranhos para Limeira (SP). Contudo, o condutor do veículo, D.M.S, foi preso em Amambai e a autoria intelectual da empreitada criminosa foi descoberta graças à atuação integrada entre a Polícia Federal de Bauru (SP) e Ministério Público Estadual da comarca também de Amambai.

O processo corre em segredo de Justiça.

Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário

Os comentários feitos no Amambai Notícias são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Amambai Notícias não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restam caracteres. * Obrigatório
 
 
 
 
 
 
 
Enquete