10/01/2013 11h06 - Atualizado em 10/01/2013 11h06

Confira a lista de planos de saúde suspensos para comercialização

 

Fonte: EBC Brasil

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e o diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), André Longo, anunciaram nesta quinta-feira (10) nova rodada dos nomes de operadoras e planos de saúde que terão a comercialização de produtos suspensa a partir de segunda-feira (14). A punição se deve ao descumprimento dos prazos máximos de atendimento aos beneficiários. A suspensão atingiu 225 planos de saúde e 28 operadoras.

Padilha explicou que os beneficiários dos planos de saúde suspensos continuam tendo atendimento. A interrupção afeta apenas os novos contratos. "É muito importante a participação dos usuários de planos de saúde para a avaliação da qualidade do atendimento", avaliou o ministro. Para que o plano volte a ser comercializado é necessário que a operadora passe a observar os prazos máximos para atendimento previstos pela ANS. De acordo com André Longo, 40% das reclamações são referentes ao tempo de atendimento.

Esta é a terceira vez que o ministério adota a medida. No relatório anterior, divulgado em outubro do ano passado, foram suspensos 301 planos de 38 operadoras. Dessas, 18 voltarão a oferecer serviços.

Para fazer uma denúncia à Agência Nacional de Saúde Suplementar disque 0800 701 9656.

VEJA AQUI

Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário

Os comentários feitos no Amambai Notícias são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Amambai Notícias não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restam caracteres. * Obrigatório
 
 
 
 
 
 
 
Enquete