Ação Cívico Social na escola Cel. Felipe de Brum, em Amambai

24/05/2013 19h07 - Atualizado em 24/05/2013 19h07

Ação Cívico Social na escola Cel. Felipe de Brum, em Amambai

 

Fonte: Da Redação

O 17° RC Mec (Regimento de Cavalaria Mecanizado) Solon Ribeiro, com a parceria da Prefeitura de Amambai e da escola estadual Cel. Felipe de Brum, da rede de ensino de Amambai, realizou nesta sexta-feira (24) uma Aciso (Ação Cívico Social).

A inciativa foi realizada durante todo o dia na escola Cel. Felipe de Brum. A realização de Ações Cívicos Sociais (Acisos) faz parte da Operação Ágata.

A Aciso tem o objetivo de oferecer a população amambaiense serviços de utilidade pública, consultas médicas e odontológicas, aplicação de vacinas, palestras, atividades recraativas e esportivas e outras atividades.

Entre os serviços oferecidos, teve corte de cabelo, sala de estética, atividades esportivas, atendimentos na área de saúde - médico e odontológico, apresentações e exposições de viaturas do exército.

Cerca de 120 militares, além das equipes da Prefeitura Municipal, estiveram envolvidos no Aciso desta sexta-feira. Tamnbém nesta semana, nos dias que antecederam a iniciativa, o exército realizou diversos serviços de manutenção na Escola Cel. Felipe de Brum.

Participaram da solenidade de abertura realizada as 9 horas o comandante e o subcomandante do 17º RC Mec, tenente-coronel Heron Salomão Cardoso Angelim e major Alexandre Ferrarez, o prefeito de Amambai, Sérgio Barbosa, o diretor da escola, Paulo Claidimar Fernandes, o presidente da Câmara, vereador Carlinhos, secretários municipais, vereadores e comunidade em geral.

Operação Ágata

Instituída como uma das ações do Plano Estratégico de Fronteiras (PEF) pela presidenta Dilma Rousseff, a operação Ágata é mantida sob o comando do Ministério da Defesa e coordenada pelo Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA). A execução cabe à Marinha, ao Exército e à Força Aérea Brasileira (FAB), com o apoio de 12 ministérios, cerca de 20 agências governamentais, forças policiais e agentes de dez estados e 710 municípios.

A ação visa combater crimes como narcotráfico, contrabando e descaminho, tráfico de armas e munições, crimes ambientais, contrabando de veículos, imigração ilegal, problemas indígenas e garimpo.

Em quase dois anos, o Ministério da Defesa, por meio do EMCFA, já realizou seis edições da Operação Ágata. A faixa de fronteira situa-se em 150 quilômetros a partir da divisa. Esse território compreende 27% do território nacional onde estão 710 municípios, sendo 122 cidades limítrofes e 588 não limítrofes.

A fronteira tem 16.886 quilômetros de extensão, sendo 7.363 quilômetros de linha seca e 9.523 quilômetros de rio, lagos e canais. São 23.415 quilômetros de rodovias federais. Os estados de fronteira são: Amapá, Pará, Roraima, Amazonas, Acre, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Os países vizinhos são: Guiana Francesa, Guiana, Suriname, Venezuela, Colômbia, Bolívia, Peru, Paraguai, Argentina e Uruguai.

Envie seu Comentário