12/04/2019 10h54

Maioria da população ainda não tem opinião formada sobre a volta do regime de plantão das farmácias de Amambai


Fonte: Redação

 
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Amambai (MS)- A maioria população de amambaiense ainda não tem opinião formada sobre a volta do regime de plantões das farmácias no município. Isso foi o que mostrou a enquete realizada pelo jornal eletrônico Amambai Notícias.

A enquete "Você acha que todas as farmácias de Amambai devem ficar abertas até às 22h?" Ficou no ar entre os dias 9 e 12 de abril e recolheu 274 votos. O resultado foi o seguinte: 43,8,44%, que corresponde a 120 votos, disseram ainda não terem opinião formada sobre o assunto; 40,51%, ou seja, 111 pessoas, votaram a favor de todas as farmácias ficarem abertas até às 22h o e somente 15,69%, que corresponde a 43 votos, defendem que somente a plantonista fique aberta após o horário comercial.

O objetivo da enquete foi mostrar a opinião do leitor sobre um assunto bem debatido no município nos últimos dias.

 
Resultado mostra que a maioria da população de Amambai ainda não tem opinião formada sobre a volta do regime de plantão das farmácias do município / Foto: Moreira Produções Resultado mostra que a maioria da população de Amambai ainda não tem opinião formada sobre a volta do regime de plantão das farmácias do município / Foto: Moreira Produções

Entenda

A Administração Municipal se reuniu no início do mês de abril com todos os representantes de estabelecimentos farmacêuticos em Amambai e propôs uma adequação nos horários de plantão das farmácias.

A proposição, aprovada por 15 das 16 farmácias amambaienses prevê um novo horário de funcionamento para os estabelecimentos de saúde do município, restringindo o seu expediente até às 19h30 durante a semana e aos sábados, até às 18h. A única farmácia que poderá ficar aberta após esses horários e aos domingos é a que estiver em regime de plantão.

Atualmente no município, qualquer farmácia pode ficar abertas até as 22h, mesmo as que não estão de plantão, já a plantonista, fica aberta ao público até às 23h. Depois desse horário, clientes são atendidos através dos telefones dos estabelecimentos comerciais.

O fato gerou discussão porque um dos profissionais do ramo, o representante da Farmácia São Lucas é contrário a proposição e ameaçou entrar na justiça caso ela seja aprovada.


Envie seu Comentário