04/05/2019 21h47

Reajuste de energia elétrica no MS é superior à inflação, critica Nelsinho Trad


Fonte: Agência Senado

 
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O senador Nelsinho Trad (PSD-MS) criticou na sexta-feira (03/05), em Plenário, o aumento de 12,48% na energia elétrica no estado do Mato Grosso do Sul. O parlamentar argumentou que o reajuste ultrapassa o aumento do salário do trabalhador e cobrou um posicionamento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

— Esse percentual é superior à inflação no país, sendo que o salário mínimo não vai subir mais do que um terço. A estimativa de inflação para 2019 subiu de 3,9% para 4,06%, enquanto a conta de luz no ano passado lá no meu estado teve um aumento de 10,35% e, neste ano, foi para 12,48% — disse.

O parlamentar apresentou o setor de energia do Nordeste como modelo positivo. Segundo Nelsinho, um acordo entre a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e um grupo de bancos resultou em uma diminuição de 2,97% do reajuste previsto pela agência reguladora. O percentual será de 8,65% ao invés de 11,62%, disse.

— Eu espero que a empresa lá do Mato Grosso do Sul, junto com as autoridades competentes, possa seguir o mesmo caminho lá do Ceará, em que chegaram a um consenso — destacou.

Envie seu Comentário