06/12/2018 22h23

Tereza chama ex-presidente da Famasul e advogada para transição

Deputada federal foi escolhida como ministra da Agricultura no governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro


Fonte: Mayara Bueno e Aline Santos/CG News

 
Luana Ruiz durante entrevista. (Foto: Reprodução vídeo). Luana Ruiz durante entrevista. (Foto: Reprodução vídeo).
 
Ademar Silva Junior, ex-presidente da Famasul.(Foto: Rodrigo Pazinato/Arquivo). Ademar Silva Junior, ex-presidente da Famasul.(Foto: Rodrigo Pazinato/Arquivo).

A futura ministra da Agricultura, atual deputada de Mato Grosso do Sul Tereza Cristina (DEM), nomeou Ademar Silva Junior, ex-presidente da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), e a advogada Luana Ruiz Silva de Figueiredo, para integrar a comissão de transição.

O nome dos dois, além dos demais membros do colegiado, está no Diário Oficial da União de quarta-feira (dia 6). Os dois são os primeiros quadros de Mato Grosso do Sul que a futura ministra, também do Estado, são escolhidos para a equipe dela. O grupo ainda é formado por outros 13.

Ao Campo Grande News, Luana não detalhou as funções do grupo de transição, mas disse que as discussões do grupo giram em torno da segurança jurídica no campo. Afirmou que o colegiado não vai discutir situações como reforma agrária e segurança pública no que diz respeito às áreas do Estado.

Ademar Silva Junior não atendeu as ligações. Além de comandar a Famasul, o membro da comissão é médico veterinário e também atuou como superintendente de Indústria, Comércio e Turismo na época em que Tereza Cristina ocupou a extinta Seprotur, hoje Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

A equipe de transição trabalha no Centro Cultural do Banco do Brasil, em Brasília.


Envie seu Comentário