13/02/2017 08h04

Crônicas de uma Alma Solta

Gentilezas


Por Luiz Peixoto

 

Como dizia o poeta de rua "Gentileza gera gentileza".

Assim se faz o caminho. Em cada pedaço de vida, vamos construindo parcerias pautadas na gentileza, ou não.

Estava uma vez em São Paulo, terra estranha, cinza e cheia demais, não sabia bem qual metrô pegar para ir onde deveria. Uma senhora, do nada, me vendo perdido entre mapas, cores de linhas e nomes de estações, prontamente me colocou no metrô certo e ainda me disse quais estações eu passaria antes de chegar. Até hoje quando vejo alguém confuso e posso ajudar a se localizar, nunca me furtei a isso! Gentilezas aprendidas!

Uma certa vez, em 2005, dando aula de Filosofia da Educação, no normal médio do campo, curso para formar professores e professoras para as escolas do campo, uma aluna foi mãe no período intermódulos, voltou a estudar com a menina de dois meses. Que lição da turma. Todo mundo ajudando, cuidando, sendo solidário. Até eu, que não me dou bem com criança, ajudei a cuidar. Gentilezas aprendidas!

A maioria das pessoas que conheço querem um mundo mais solidário, mais educado, mais amoroso. Isso começa pela gente, por cada um de nós.

Seguia eu de ônibus rumo a Amambai. O tempo fechado para chuva. Dei o sinal para descer perto de casa, perto da delegacia de polícia. O sinal não funcionou. O motorista se negou a parar. Beleza. La fui eu até o centro. Desci do ônibus com uma certa raiva da falta de solidariedade do referido senhor. Mas nada que abale a minha fé na humanidade. Peguei um pouco de chuva até em casa. Lavou a alma. No meio do caminho alguém para o carro e oferece carona. Agradeci, pois já estava molhado mesmo e era perto, mas esse gesto suplanta todo o descaso do funcionário do Expresso Queiroz.

Gentileza gera gentileza. E não será um ser mal-educado e desagradável, que de forma petulante, tenta me dar uma bronca (coitado, a resposta vem a jato), que irá tirar de mim aquilo que me ensinaram de ser gentil... Seguimos!


 

O autor é filósofo e escreve semanalmente nesta coluna

Seja o primeiro a comentar!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.