15.6 C
Dourados
quarta-feira, 24 de julho de 2024

Brasileiros continuam liderando ranking de turistas estrangeiros na Argentina

- Publicidade -

Buenos Aires – Os brasileiros continuam liderando o ranking dos turistas internacionais que visitam a Argentina. Documento divulgado esta semana pelo Instituto Nacional de Estatística e Censos (Indec), órgão do governo argentino equivalente ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), informa que 90.450 brasileiros entraram na Argentina em setembro deste ano, o que representa 33% do total de estrangeiros que visitaram o país no período. O levantamento foi realizado no Aeroporto de Ezeiza e no Aeroparque, onde se concentram os voos regionais.

Este número significa 156,1% a mais do que em igual período de 2009. O acumulado do ano mostra que 646.449 brasileiros viajaram pelo território argentino até setembro. De acordo com o Indec, o levantamento, que inclui também a entrada de cidadãos de outras regiões do mundo, identifica a recuperação do grave déficit ocorrido em 2009 no setor de turismo da Argentina. No ano passado, a crise internacional e a gripe A, também conhecida como gripe suína, afastaram os visitantes internacionais da país. Entre julho e agosto do ano passado, os principais hotéis de Buenos Aires, por exemplo, registraram taxas de ocupação variando entre 20% a 50%.

Depois dos brasileiros, são os chilenos os turistas que mais visitam o país vizinho. Os números do Indec mostram que em setembro deste ano eles representaram 31% do total de turistas estrangeiros no país. Em seguida, vêm os europeus (5,2%) e os norte-americanos e canadenses (2%).

A média dos gastos de brasileiros, principalmente em Buenos Aires, é de US$ 156,5 dólares – R$ 268,11, pela cotação do Banco Central do Brasil. A marcante presença dos brasileiros na Argentina é atribuída à melhoria do nível do emprego no país, ao melhor poder aquisitivo da população brasileira e à forte valorização do real.

Para completar o quadro positivo do setor de turismo na Argentina, o Indec registra que também aumentou a quantidade de cidadãos locais que viajam pelo seu próprio país. Calcula-se que os turistas internos poderão bater um recorde graças ao bom nível do consumo local, à elevação da taxa de emprego e à maior quantidade de fins de semana com “feriadões”, graças a um novo organograma organizado pelo governo federal.

O turismo representa atualmente 7,7% do Produto Interno Bruto (PIB) argentino e o objetivo do governo é aumentar para 10%. De acordo com o ministro argentino de Turismo, Enrique Meyer, o país continua se consolidando como um destino turístico internacional graças “ao profissionalismo, à qualidade da força de trabalho empregada pelo setor e aos investimentos do governo”. De acordo com as projeções do ministro, em 2010 a Argentina deverá receber mais de 5 milhões de estrangeiros.

Luiz Antônio Alves
Correspondente da Agência Brasil na Argentina

Brasileiros continuam liderando ranking de turistas estrangeiros na Argentina

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-