11.3 C
Dourados
sexta-feira, 12 de agosto de 2022

Prefeitura de Caarapó implanta projeto de ensino em tempo integral em escola do município

- Publicidade -

Fonte: Dilermano Alves/Assessoria

A prefeitura de Caarapó fez na última segunda-feira (1º) o lançamento oficial doprojetoCaminhos para o Saber, que contempla a execução de atividades complementares ao turno escolar. O evento foi realizado nas dependências da Escola Municipal Professor Moacir Franco de Carvalho, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura (Semeec), e teve a presença do prefeito André Nezzi, do presidente da Câmara de Vereadores, Odirlei Luiz Longo, o Pipoca, do vereador Professor Pontinha, da titular da Semeec, Ieda Maria Marran, e outras autoridades da rede municipal de ensino local.

O Projeto de atividades complementares, “Caminhos para o Saber” propõe uma carga horária escolar ampliada – de oito -, atendendo 120 crianças, com o objetivo de promover o ensino em tempo integral aos estudantes da EM Professor Moacir Franco de Carvalho. O objetivo é melhorar o aprendizado das crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

Em suas tarefas sociais e culturais, o projeto contempla propostas de diferentes correntes políticas na trajetória histórica do país, como o Programa Mais Educação, desenvolvido na unidade escolar nos anos de 2012 a 2017, onde foi possível constatar um melhor desempenho dos estudantes, tanto nas avaliações pedagógicas de rotina escolar, como na avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

De acordo com a Semeec, ampliar a jornada escolar para tempo integral,  onde as crianças e adolescentes permanecerão oito horas diariamente na escola, vem com uma proposta de atender os estudantes em um período maior, ofertando acesso às atividades de apoio pedagógico, culturais, esportivas, saúde, ambiental, acesso às ferramentas digitais, além de uma alimentação equilibrada, com cardápio, específico, concebido para atender as necessidades de calorias diárias, garantindo segurança alimentar e nutricional para o público atendido, elaborado pelas nutricionistas da Rede Municipal de Ensino.

“Em síntese, ao permanecer mais tempo no ambiente escolar, em contato direto com materiais e atividades educativas, acompanhadas por profissionais da educação com formação adequada,  acredita-se que estes estudantes terão maior aprendizado acadêmico, como também o seu desenvolvimento pleno para a vida, ocupando, assim, o tempo ocioso, ficando longe dos riscos que as ruas oferecem e desenvolvendo melhores expectativas para uma vida adulta com segurança, saúde mental, convivência social, oportunidades de trabalho e dignidade humana”, destaca a secretária Ieda Marran.

Texto da Semeec explica que “a Educação Integral idealizada por Anísio Teixeira nas décadas de 1940/1950 e por Darcy Ribeiro na década de 1980, os quais vislumbraram um país efetivamente educado e democrático, está contemplada na legislação brasileira, por intermédio da Lei nº 9.394/96 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional/LDBN. O Plano Nacional de Educação – PNE prevê, na Meta 6: Oferecer educação em tempo integral em, no mínimo, 50% das escolas públicas, de forma a atender, pelo menos, 25% dos(as) alunos(as) da educação básica. Esta meta também está prevista nos planos Estadual e Municipal de Educação”.

O prefeito André Nezzi defende que esse modelo de ensino ganha importância na medida em que possibilita o desenvolvimento de múltiplas atividades nas crianças e adolescentes desde a infância. “É através da educação que podemos vislumbrar um futuro de sucesso para essas crianças, uma vez que terão acesso a várias atividades que vão reforçar a sua aprendizagem”, destacou o dirigente.

O modelo de ensino em tempo integral, conforme a filosofia do projeto Caminhos para o Saber, já teve início na terça-feira (2) na EM Professor Moacir Franco de Carvalho.

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-