40.1 C
Dourados
quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

Prosa & Política

- Publicidade -

Com a comemoração dos 108 anos da aldeia Amambai, retomei aos meus tempos de guri. Lembro que gostava de passar pela aldeia. Vínhamos a cavalo – eu, meu pai e minha mãe – da fazenda Aurora, banhada pelo rio Japé, com destino ao Patrimônio União. Às vezes, passava a nado pelo rio Panduí e a trote pela picada fechada do Sertão; mas faceiro mesmo ficava quando entrava no descampado da aldeia. Com idade beirando entre cinco e sete anos e, como todo guri criado na campanha, achava muito legal as casas cobertas de sapé e as românticas ocas de antigamente, como cita Nery da Costa Junior no livro Che Tiempo Guaré.

Bons tempos. Inesquecíveis!

Assuntos de interesse da comunidade são debatidos na programação alusiva ao centenário aniversário

Com apoio da secretaria municipal de Assuntos Indígenas (Seind), criada pela atual administração, em 2021, foi realizada a 1ª Conferência Municipal Indígena de Amambai. Temas promovendo o etnodesenvolvimento e a valorização cultural foram abordados nas palestras A Importância do Indígena no Mercado de Trabalho; Políticas Públicas de Inclusão Produtiva para os Povos Originários do MS e Conjuntura Nacional da Educação Escolar Indígena.

A chefia da pasta da secretaria municipal de Assuntos Indígenas (Seind) é do engenheiro ambiental Zenaldo Moreira Martins, da etnia Guarani kaiowá.

Medidas com sintonia dos governos municipal e federal

A instalação da secretaria municipal de Assuntos Indígenas em Amambai está em sintonia com a criação do Ministério dos Povos Indígenas do governo federal, tendo com ministra a indígena Sonia Bone de Souza Silva Santos, mais conhecida como Sonia Guajajara, assim como a nomeação da primeira indígena na presidência da Fundação Nacional do Índio (Funai), Joenia Batista de Carvalho, conhecida como Joenia Wapichana.   

A perspectiva de resultados positivos e de ações concretas se torna muito mais viável com a reciprocidade entre o governo municipal de Amambai e o governo federal do Brasil.

Participação política

A partir do ano 1992, eleitores da aldeia Amambai despertaram a necessidade de escolherem seus representantes para ocuparem cadeiras no poder legislativo do município elegendo pela primeira vez os vereadores Júlio Vasques e Adair Gonçalves Sanches.

No pleito de 2016, escolheram o professor Ismael Morel e, nessa última eleição, ocorrida em 2020, os votos da comunidade garantiram a eleição do vereador Jayson de Souza Moraes.

Os quatro indígenas eleitos vereador nos últimos pleitos são da aldeia Amambai.

Antes disso, situações pitorescas ocorreram – uma delas, bastante comentada nos bastidores da política, foi durante a eleição para prefeito – isto, há décadas – onde candidato que dominava a língua guarani fez grandioso churrasco na véspera e deixou os eleitores indígenas pernoitando num barracão. No dia seguinte, dia da votação, para surpresa da coligação partidária, quando foram buscar os eleitores, não tinha nem rastro dos Guarani Kaiowá.

Por

José Luiz Nunes Moreira

DRT/RS 5759-21/100

Prosa & Política
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-