23 C
Dourados
quinta-feira, 13 de junho de 2024

Veteranos a calouros na disputa pela Prefeitura de Amambai

- Publicidade -

A disputa pelo cargo de prefeito do Patrimônio tem despertado interesse de pré-candidatos filiados em legendas com histórico político-administrativo de serviços já prestados à população, durante gestão do principal cargo político do município. Da mesma forma, partidos novatos tem mesmo empenho.

PMDB

Vamos lá, começando pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), que teve três prefeitos no comando do poder executivo: Dejacyr Céspede de Souza, nomeado pelo regime militar, ficou pouco mais de nove meses no paço municipal (de abril a dezembro de 1985); Aral Moreira Maciel, na condição de vice-prefeito de Nestor Silvestre Tagliari assumiu a prefeitura por poucos meses, durante dois afastamentos do titular, no ano de 1995 e 1996. O terceiro foi Sérgio Barbosa (2005/2008).eleito pela coligação “União, Trabalho e Progresso”, formada pelo PMDB, PTdoB, PSDB, o PT, PPS, PSB, PRP, PRTB, PCdoB, PPL e pelo DEM.  Neste ano, Barbosa está ciscando como pré-candidato dos peemedebistas a exercer novamente o cargo.

PSDB

Do ninho tucano (PSDB), três filados exerceram o cargo, o primeiro foi Geraldo Felipe Côrrea (1986/1988); nove anos depois foi a vez de Dirceu Lanzarini, que exerceu três mandatos (1997/2000, 2001/2004 e 2009/2012).

No momento, a bola da vez dos sociais democratas está sendo o médico Dr. Bandeira, atualmente exercendo seu segundo mandato (2017/2020 e 2021/2024).

No pleito deste ano, quem tá interessada em enfrentar o pleito é a tucana, vereadora Janete Córdoba, que há meses anunciou ser pré-candidata.

Nesta semana, durante entrevista concedida ao site A Gazeta News, Janete afirmou ter apoio do presidente regional da sigla, ex-governador Reinaldo Azambuja.

Na Cidade Crepúsculo, analistas políticos de plantão avaliam que se a edil conquistar apoio do presidente municipal da sigla, Dr. Bandeira, como também do Partido dos Trabalhadores (PT), as chances de lograr ao cargo aumentam.

PT

No Partido dos Trabalhadores (PT), quem está ensaiando enfrentar o pleito é o presidente municipal da legenda, Luciney Bampi. Há cerca de 10 dias, Luciney divulgou ser pré-candidato ao cargo, como também as manifestações de apoio dos deputados Vander Loubet e Zeca do PT.

Luciney foi vereador por dois mandatos e secretário municipal de Meio Ambiente e de Gestão. A sigla comandou o município de 1989 a 1992 na gestão do atual vereador Anilson Rodrigues de Souza.

Novo

Fundado recentemente – 2023 – literalmente novo e estreante no cenário político amambaiense, o partido tem demonstrado que veio pra ficar. Já lançou o produtor rural, Ricardo Renato Habitzreuter, como pré-candidato a prefeito e realiza, neste sábado (24), reunião com filiados e convidados para discutirem as conjunturas políticas das esferas federal, estadual e local. O encontro ocorre a partir das 19h, no restaurante Triplo K.

Estará presente Beto Figueiró, que concorreu ao cargo de vice-governador do Estado na chapa encabeçada pelo Capitão Contar (PRTB)nas últimas eleições. Hoje, é pré-candidato da sigla ao cargo de prefeito na cidade de Campo Grande. Também comparece ao evento o advogado Daniel Ribas, membro do partido na cidade de Dourados.

PP

Com diretório municipal formado no ano de 2008 no Patrimônio, o Partido Progressista (PP) tem no poder legislativo dois representantes. Ambos foram eleitos por outras siglas partidárias e rumaram ao grupo progressista: um deles é o vereador Odil Puques, eleito pelo Democratas (DEM), o outro é o vereador Paulo Sérgio Locutor, eleito pelo Partido Social Liberal (PSL),também bandeado pra ala dos progressistas.

Com diretoria formada na sua maioria por lideranças empresariais oriundas de segmentos do comércio, construção civil e do agronegócio, a sigla tem como pré-candidata a servidora da Cooperativa Agroindustrial Amambai (Coopersa), Simone Marssaro.

PMDB e PP – evento conjunto

Convite divulgado nas mídias sociais anuncia reunião política promovida por peemedebistas e progressistas, nesta sexta-feira, 23, as 19h, na sede do Lions Clube. Conjuntura política focada nas eleições municipais de 2024 é a pauta do evento.

PL

O Partido Liberal (PL) é liderado pelo pré-candidato a prefeito, Zé Bambil. Na tentativa de monopolizar a defesa de teses defendidas por segmentos do espectro político da direita, Bambil tem manifestado-se insatisfeito com as gestões dos políticos que ocuparam o paço municipal Sidney Vargas Baptista nos últimos anos. O fato de ter sido candidato a prefeito nas últimas eleições, navegando solito como representante do segmento bolsonarista, e surpreendentemente tendo emplacando mais de 7.000 votos e elegendo dois vereadores, dá a ele respeito e aval na corrida para o paço municipal.

‘Não sei se dessa vez a prosa pega, acho que não’. O fato de agora, neste pleito, ter concorrentes do mesmo espectro ideológico e das inúmeras obras executadas pela atual administração, tanto na área rural como na cidade, suspeito que seja mais difícil arrebanhar votos.

Na agenda anunciada à coluna, Zé Bambil destaca encontro com a ex-primeira dama da República, Michele Bolsonaro, no sábado (24), em Campo Grande, e no domingo (25), a participação no ato promovido pelo ex-presidente, Jair Bolsonaro, na cidade de São Paulo. 

Por

José Luiz Nunes Moreira

DRT/RS 5759-21/100

Novo é de Direita e não de Extrema Direita
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-