27.9 C
Dourados
quinta-feira, 13 de junho de 2024

Eleições 2024 Amambai: propostas do PL para a conservação do meio ambiente; os vereadores e suas sardinhas; coligação PDT e PT confirmada

- Publicidade -

Tragédia climática no RS 1

Relembrando que a tragédia climática no RS é algo sem precedentes, onde cientistas apontam que a ocupação das matas ciliares, a destruição de nascentes e a ocupação urbana desordenada são responsáveis pelas inundações no campo e nas cidades do Rio Grande do Sul.

O último relatório sobre as ações de resgate nas localidades atingidas, emitido as 9horas de 27 de maio de 2024, aponta: 

Municípios afetados: 469
Pessoas em abrigos: 55.813
Desalojados: 581.638
Afetados: 2.345.400
Feridos: 806
Desaparecidos: 56
Óbitos confirmados: 169
Pessoas resgatadas: 77.712
Animais resgatados: 12.521
Efetivo: 28.128
Viaturas: 4.046
Aeronaves: 14
Embarcações: 216

Fonte: Brasil de Fato/RS

Tragédia climática no RS 2

Prosseguindo com o propósito de informar os cidadãos de Amambai sobre temas de interesse público e relacionados ao cargo de gestor do município, a coluna provoca os pré-candidatos a prefeito a comentarem sobre a tragédia climática no RS e suas propostas em defesa do meio ambiente.

O questionamento foi enviado aos pré-candidatos Luciney Bampi (PT), Janete Córdoba (PSDB), José Bambil (PL), Sérgio Barbosa (MDB) e Ricardo Renato Habitzreuter (NOVO).

Luciney Bampi e Ricardo Renato Habitzreuter já atenderam ao chamado e tiveram suas ponderações divulgadas. Na edição de hoje da coluna, publicamos as considerações acerca do tema proposto de José Bambil.

José Bambil e o meio ambiente

Olá, meu amigo Zé Moreira, passando por aqui para colocar meu ponto de vista com relação a questão ambiental, tanto do nosso município como diante da triste tragédia que aconteceu no Rio Grande do Sul.

Nós sabemos que, como a própria Bíblia diz, tudo que semearmos nós iremos colher, não tem como você semear milho e colher soja, isso é óbvio. Quando pessoas incompetentes estão administrando e gerindo a nossa nação, nosso estado e nosso município, tenho certeza que os frutos disso terão que ser colhidos.

No nosso município, nós já tivemos por várias vezes situações em que, quando as chuvas foram intensas, as pontes foram levadas, as estradas foram interditadas ou destruídas pela força das águas. Isso que nosso relevo é planície, é plano, não temos muitos rios de grande porte que possam ocasionar as inundações que aconteceram lá no Rio Grande do Sul.

O que nós temos são situações antigas na nossa cidade; toda vez que chove demais alaga a região central e alguns outros pontos da nossa cidade. Tudo isso tem que ser feito com planejamento.

Toda época de campanha volta à tona essa dificuldade e as promessas recomeçam, saem das cinzas. Eu acredito que dessa vez não vai ser diferente, não vão faltar pessoas querendo se aproveitar dessa situação para fazer campanha política em cima dessa calamidade que aconteceu lá no Rio Grande do Sul.

Fica aqui o meu posicionamento; precisamos escolher bem os nossos representantes, porque, caso contrário, teremos que colher o que plantamos – a prova disso é o que o Brasil está vivendo.

Que Deus tenha misericórdia da nossa Nação.

Vereadores X Brasa X Sardinha

O que os vereadores de Amambai têm a ver com sardinhas. Tá certo, é uma metáfora – puxar brasa para sua sardinha. Este dito popular significa defender seu próprio interesse. As sardinhas são os pré-candidatos a prefeito, a brasa são os discursos dos vereadores em defesa de seus candidatos.

No caso, Janete Córdoba (PSDB) e Sérgio Barbosa (MDB) têm levado vantagens nos discursos proferidos no plenário do poder legislativo. Ambos recebem mensagens elogiosas que atingem os tímpanos do público sintonizado na frequência modulada da rádio Auxiliadora nas segundas-feiras, durante cobertura das sessões legislativas, ocorridas no horário das 8 às 11 horas. Isto porque os dois contam com vereadores filiados a siglas partidárias coligadas.

Não é pouca brasa.

São quatro edis que frequentemente usam os sete minutos do grande expediente para tecerem comentários favoráveis a pré-candidata tucana, Janete Córdoba.

Defendendo na tribuna o pré-candidato emedebista Sérgio Barbosa, são seis vereadores.

E são dois que usam suas oratórias em apoio ao pré-candidato do PT, Luciney Bampi.

Enquanto as demais pré-candidaturas ao cargo de provedor mor do Patrimônio – a de José Bambil (PL) e a de Renato Ricardo Habitzreuter(NOVO), não aparecem nos discursos na tribuna devido a inexistência de apoiadores entre os treze ocupantes das cadeiras no poder legislativo.

Santinhos podem, só não pode poluição visual

Na sessão de quinta-feira (23), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que a distribuição de santinhos por candidatas e candidatos em feiras livres não configura propaganda eleitoral irregular, desde que não cause poluição visual e comprometa a aparência dos bens de uso comum.

Corte entendeu que prática é comum e não configura propaganda eleitoral irregular; decisão vale para eleições deste ano.

Boca de urna não pode

Contudo, ficou estabelecido que a permissão não contempla as práticas de boca de urna, derrame de santinhos e poluição visual do ambiente.

Fonte: Folha de Dourados

PT e PDT caminham juntos na disputa eleitoral

Membros da Comissão Provisória do Partido Democrático Trabalhista (PDT) de Amambai informaram à coluna que o partido vai coligar com o Partido dos Trabalhadores (PT) de Amambai nas eleições deste ano.

De acordo com o vice-presidente da legenda, produtor rural Alceu Soares Neto, o partido está articulando pré-candidaturas para disputar a vereança na coligação com o PT.

“Pode divulgar que o PDT vai apoiar o pré-candidato a prefeito de Amambai pelo PT, Luciney Bampi”, reforçou o secretário da sigla e despachante de documentos do Incra e ITR, Abdo Mariano.

Notícias da Semana

Educação: prefeito de Amambai e reitora do IFMS organizam instalação da unidade

Na quarta-feira, dia 22, o prefeito de Amambai, Dr. Bandeira (PSDB), recebeu em seu gabinete a reitora do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Dra. Elaine Cassiano, para discutir os detalhes finais sobre a instalação do campus do IFMS em Amambai.

Na ocasião, o prefeito entregou à reitora projeto de lei, autorizado pela Câmara Vereadores, que viabiliza a aquisição de um terreno para a construção do campus. A área foi previamente analisada e aprovada pela equipe técnica do IFMS, levando em consideração fatores logísticos, de transporte e acesso à internet, essenciais para o funcionamento do campus.

Deferência – O novo campus de Amambai será nomeado “Campus Povos Originários”, em homenagem à expressiva comunidade indígena do município. Os cursos oferecidos seguirão a linha do agronegócio, uma área de grande relevância para a região, afirma Bandeira.

Cultura 1: Plano Nacional Aldir Blanc é debatido em Amambai

A classe artística de Amambai participou na noite da última quinta-feira, 23 de maio, de uma Escuta Pública para definição do Plano Anual de Aplicação de Recursos da Política Nacional Aldir Blanc (PNAB) de fomento à cultura 2024.

A programação aconteceu na Câmara Municipal de Vereadores e contou com a presença de artistas, agentes culturais, responsáveis por instituições de cultura, autoridades municipais e membros de toda a sociedade civil.

No ato, a diretora de Cultura da Secretaria Municipal de Desporto e Cultura, Alessandra Tavares, repassou os dados sobre a construção da Lei Aldir Blanc dentro do município para este ano, apresentando a repartição de valores e as maneiras de contribuir.

Cultura 2: Projeto criando Festival Musical Estudantil é apresentado na Câmara

Com o objetivo de promover a cultura, a criatividade e o talento musical dos estudantes locais, proporcionando um espaço de expressão artística e integração da comunidade escolar, o vereador Odil Puques (PP) apresentou o Projeto de Lei CM nº 09/2024, instituindo no Patrimônio a realização anual do Festival Musical Estudantil.

“Através deste projeto de lei, buscamos criar uma oportunidade para que os estudantes das escolas do município de Amambai possam mostrar suas habilidades musicais em um ambiente saudável e competitivo. O festival não apenas promoverá a cultura musical, mas também incentivará a criatividade, a dedicação e a superação dos participantes”, argumentou o parlamentar.

Anunciados poços de água nas aldeias Amambai e Limão Verde

Mais de 24 mil indígenas de oito aldeias de Mato Grosso do Sul receberão melhorias no abastecimento de água potável. O anúncio das obras foi feito pelo deputado federal e coordenador da bancada federal de MS, Vander Loubet (PT).

O fornecimento é proveniente de parceria com a Itaipu, Governo de MS e Ministério dos Povos Indígenas.

No total, serão destinados R$ 60 milhões, sendo R$ 45 milhões dos cofres da Itaipu Binacional e R$ 15 milhões do governo de MS, para execução das obras de instalação de poços tubulares de água potável nas aldeias Amambai e Limão Verde (Amambai); Tey Kuê (Caarapó); Taquara (Juti); Porto Lindo (Japorã); Pirajuí (Paranhos); e Sassoró e Jaguapiré (Tacuru).

“A partir de 2023, com o retorno do presidente Lula, a empresa ampliou sua política de investimentos socioambientais. E foi dentro dessa ampliação que buscamos o apoio da Itaipu para financiar melhoria do acesso à água potável para nossos parentes indígenas”, explicou Vander.

Fonte: Midiamax

Novo é de Direita e não de Extrema Direita

Por

José Luiz Nunes Moreira

DRT/RS 5759-21/100

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-