23.7 C
Dourados
quinta-feira, 13 de junho de 2024

Cidade Empreendedora promove a inovação e aumenta a competitividade de Amambai

- Publicidade -

Executado pelo Sebrae/MS, em parceria com a Prefeitura Municipal, programa ampliou o número de abertura de empresas na cidade e melhorou o ambiente de negócios

Com estratégias para alavancar o desenvolvimento local a partir do fortalecimento dos pequenos negócios, o programa Cidade Empreendedora, executado pelo Sebrae/MS, em parceria com a Prefeitura Municipal é realizado em Amambai desde 2021. Em 2023 e 2024, o município integrou o ciclo Expansão da iniciativa e recebeu um pacote de soluções voltado para dinamizar a economia o que trouxe impactos positivos no fomento à inovação e no aumento da competitividade da cidade.

Nesta segunda-feira (3), os resultados desse trabalho foram celebrados em um evento de encerramento do programa Cidade Empreendedora, realizado no Gran Murano Buffet, em Campo Grande. Na data, o prefeito de Amambai, Edinaldo Bandeira recebeu uma placa em reconhecimento ao empenho para tornar o município um ambiente melhor para os pequenos negócios, fomentando o empreendedorismo.

“O Cidade Empreendedora foi um divisor de águas para o desenvolvimento econômico do município. Em todos os setores que tiveram a atuação do programa houve crescimento, desde o pequeno produtor da agricultura familiar até os médios e grandes empresários. No setor público também tivemos melhoria na desburocratização para atender melhor a população. Além disso, melhoramos a Sala do Empreendedor e implementamos a Sala do Empreendedor Rural, uma grande conquista para os empreendedores do campo. Todas as ações executadas tornaram o nosso município mais atrativo para a criação de novos empreendimentos”, ressaltou o prefeito.

Cidade Empreendedora promove a inovação e aumenta a competitividade de Amambai

Para o diretor-superintendente do Sebrae/MS, Claudio Mendonça, o sucesso da execução do Cidade Empreendedora e as conquistas alcançadas são reflexos de uma gestão municipal comprometida e do envolvimento da sociedade como um todo. “O Sebrae leva para o município um conjunto de ferramentas para impulsionar o processo de desenvolvimento e oferece apoio para que isso aconteça, mas é o engajamento da Prefeitura, das lideranças locais e da sociedade que fazem as ações saírem do papel e gerarem transformações. Para nós, é um orgulho ver que estamos colhendo frutos hoje graças ao comprometimento da administração municipal que acreditou na nossa instituição e se empenhou em fomentar o empreendedorismo, desburocratizar processos e tornar o município um lugar melhor para as pessoas viverem”, pontuou Mendonça.

Fomento ao empreendedorismo

Desde 2021, quando a Prefeitura aderiu ao Cidade Empreendedora, o programa atua em Amambai melhorando o ambiente de negócios para quem quer empreender e dando suporte para os empresários locais com capacitações e orientações para a melhoria da empresa. Neste sentido, foram realizados 9 mil atendimentos nesse período, alcançando cerca de 1.800 empresas distintas localizadas na cidade.

Dados da Receita Federal, mostram resultados expressivos desse trabalho com o fortalecimento do comércio local e surgimento de novos negócios. Nos últimos três anos, de 2021 a abril de 2024, por exemplo, 1.163 novas empresas abriram na cidade. Atualmente, são 3.364 empresas ativas em Amambai.

O impacto do trabalho feito por meio do programa Cidade Empreendedora também refletiu positivamente no número de Microempreendedores Individuais (MEI). Somente no último ano, durante o ciclo Expansão, de 2023 a abril de 2024, o crescimento foi de 10%, em comparação ao mesmo período anterior. No total, há 1.716 MEIS ativos no município.

Cidade Empreendedora promove a inovação e aumenta a competitividade de Amambai

Em Amambai, um dos principais pontos de apoio ao empresário é a Sala do Empreendedor, que oferece orientações e capacitações. Em 2024, a excelência do trabalho realizado foi reconhecida pelo Sebrae, em âmbito estadual, quando o espaço recebeu o selo Ouro de referência em atendimento ao público por cumprir todos os requisitos de qualidade ao oferecer o serviço. No ano anterior, a sala já tinha recebido o selo Prata.

Neste ano, Amambai também ganhou uma Sala do Empreendedor Rural voltada para atender produtores da agricultura familiar e empreendedores que vivem no campo. A cidade é um dos três municípios do Estado que possuem um espaço específico para esse público, o local fica na sede da Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária do município, localizada na Rua Jacinto Bazílio de Oliveira, nº2.374.

Por meio do Cidade Empreendedora, também foi realizado um trabalho para a consolidação de um espaço de comercialização dos produtos locais, que resultou na criação da “Feira da Cidade”. O local está em fase de implementação e deve ser inaugurado ainda em 2024, na Praça Central. Para a consolidação da ideia, 15 empreendedores das áreas de economia criativa, gastronomia e artesanato foram acompanhados por meio do projeto “Hoje é Dia de Feira”, com capacitações voltadas a manipulação de alimentos e comunicação assertiva.

Inovação e aumento da competitividade

Com a execução do ciclo Expansão do programa, em 2023 e 2024, dois eixos principais escolhidos pelo município foram trabalhados: o “Cidade + Competitiva”, voltado para a área de marketing territorial, inteligência, gestão e políticas públicas, e o “Cidade Humana, Inovadora e Sustentável” com o foco em ações voltadas à inovação e sustentabilidade. O Sebrae elaborou uma Agenda Estratégica para o município composta por iniciativas que abrangeram as vertentes escolhidas.

Para trazer mais visibilidade para Amambai e tornar o município mais competitivo, uma das ações feitas na área de Marketing Territorial foi o desenvolvimento de um Branding Book Municipal com estratégias para posicionar Amambai como “Terra guarani”. O conceito ressalta a influência dos indígenas da etnia guarani no município, destacando também a força rural da cidade, trazendo um contexto enraizado de tradições. Além da marca territorial, o documento traz um planejamento com ferramentas para promover o enraizamento desse conceito na cidade a partir de ações voltadas ao encantamento, experiências e comunicação.

Já no âmbito da inovação e sustentabilidade foram realizadas várias capacitações aos pequenos empreendedores locais para que pudessem melhorar processos e utilizar as novas tecnologias a favor do negócio. Também foi feito um trabalho em conjunto com a Prefeitura Municipal no sentido de transformar Amambai em um ambiente mais propício à inovação, com a elaboração de uma Lei de Inovação que ainda está em processo de implementação. A medida prevê uma política de incentivo à empresas inovadoras, além da criação de uma incubadora municipal para apoiar o surgimento de novos negócios na área.

Outra iniciativa voltada à inovação foi desenvolvida com os estudantes do Ensino Médio da Escola Estadual Indígena Mbo’Eroy Guarani Kaiowá. Em abril deste ano, foi realizado o “Dia da Inovação” com a apresentação de novas tecnologias capazes de viabilizar ideias de negócio. O grupo também participou da “Maratona de Inovação”, no dia 13 de maio, com uma metodologia que os auxiliou a identificar soluções para as principais questões da comunidade.

Gestão pública e melhoria do ambiente de negócios

Mais do que apoiar os empreendedores locais, o Cidade Empreendedora também atuou capacitando os servidores municipais para que pudessem desenvolver o espírito de liderança e a melhoria de processos, o que refletiu positivamente no serviço público oferecido à população.

Cidade Empreendedora promove a inovação e aumenta a competitividade de Amambai

Na área de Compras Públicas, por exemplo, o setor foi acompanhado e tornou o processo mais célere e eficiente, além de aprender sobre as estratégias disponíveis para beneficiar os pequenos negócios locais nos editais de licitações – um tratamento diferenciado previsto pela lei 123/2006.

Outras melhorias também foram adotadas pela administração municipal para facilitar a abertura de empresas em Amambai e apoiar quem deseja empreender no município. Uma delas foi a implementação da dispensa de atos públicos de liberação para Microempreendedores Individuais e empresas de baixo risco de atos públicos de liberação, como alvarás de localização e funcionamento, licenças sanitárias e ambientais, o que trouxe mais dinamismo ao processo. Com esse trabalho houve uma redução de 53% no tempo médio de abertura de empresas na cidade. De acordo com o site da RedeSim do Governo Federal, atualmente, para formalizar um negócio em Amambai se leva, em média, 23h.

Cultura empreendedora

Mais uma iniciativa desenvolvida em Amambai foi o fomento a uma cultura empreendedora nas escolas. Cerca de 6.500 estudantes da Rede Municipal de Ensino foram contemplados com soluções que abordam competências empreendedoras, de 2021 a 2023. Nesse período, professores foram capacitados para a abordagem do tema em sala de aula e uma das ações promovidas foi a aplicação da metodologia Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), voltada para estudantes do ensino fundamental.

Mais detalhes sobre o programa Cidade Empreendedora em Amambai podem ser obtidos pelo número 0800 570 0800 ou pelo site cidadeempreendedora.ms.sebrae.com.br.

Fonte: Assessoria Sebrae/MS

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-