23/04/2019 13h45

Biblioteca Municipal de Amambai realiza projeto de contação de histórias

A Semana do Livro visa ainda celebrar o Dia Nacional do Livro e o aniversário de Monteiro Lobato


Fonte: Redação

 
A Fada da Leitura falou com as crianças sobre Monteiro Lobato / Foto: Moreira Produções A Fada da Leitura falou com as crianças sobre Monteiro Lobato / Foto: Moreira Produções

Amambai (MS)- "Ele já virou estrelinha, mas ainda vive nos livros, nas bibliotecas do nosso país e nos nossos corações", disse a coordenadora na Biblioteca Municipal de Amambai, Regiane Fonseca, na manhã desta terça-feira (23), ao explicar aos alunos da educação infantil das escolas Rachid Saldanha Derzi e Maria Bataglin Machado, a importância de Monteiro Lobato e o porquê de seu aniversário ser comemorado ainda hoje, 71 anos após a sua morte.

Conhecido por ser o autor da obra "O Sítio do Pica-pau Amarelo", o escritor já teve diversas obras publicadas e foi escolhido como o representante do Dia Nacional do Livro Infantil ou Dia do Monteiro Lobato, comemorado no dia de 18 de abril.

 

Os alunos visitaram a biblioteca ao participarem da programação preparada para celebrar este dia. A data 18 de abril foi escolhida como forma de homenagear o escritor que revolucionou a literatura infantil ao criar livros que aguçaram o imaginário das crianças repletos de personagens que marcaram a infância de várias gerações.

Visitas especiais

Quem não conhece a Emília, a Narizinho, o Pedrinho, a Dona Benta e tantos outros personagens antológicos que viviam no "Sítio de Pica-pau Amarelo" e que invadiram a imaginação das crianças? Tais personagens também marcaram presença na "Casa da Leitura" - como as crianças chamavam a biblioteca. Eles brincaram, dançaram, mostraram os livros e ainda contaram uma história que fez as crianças refletirem sobre o respeito às diferenças.

Resgate e incentivo à leitura

 
Foto: Moreira Produções Foto: Moreira Produções

A psicopedagoga e coordenadora pedagógica da escola municipal Maria Bataglin Machado, Miriam Fernandes, falou sobre a importância do resgate do livro para propiciar a criatividade. "Foi uma excelente oportunidade para as crianças vivenciarem a leitura e uma forma de ensiná-los a buscar o faz de conta por intermédio do livro (...) hoje todos nós, até os adultos, pudemos voltar lá ao passado e nos sentirmos crianças novamente", disse a educadora.

A professora da escola municipal Rachid Saldanha Derzi, Maria Francisca, que também participou do evento, ressaltou a importância da leitura como forma de diversão, o que segundo ela, é mais difícil, já que se trata de uma geração muito ligada às tecnologias. "É muito importante trazer essa realidade dos livros para as nossas crianças, já que hoje em dia, com tanta tecnologia, é muito difícil das crianças terem acesso a esses livros e esse resgate é muito bom para elas", salientou.

 
O projeto segue até o dia 3 de maio com apresentações às 8h, às 9h, às 14h e às 15h / Foto: Moreira Produções
O projeto segue até o dia 3 de maio com apresentações às 8h, às 9h, às 14h e às 15h / Foto: Moreira Produções

A coordenadora da biblioteca, Regiane Fonseca, explicou que esse projeto, além de celebrar essa data importante, que é o dia do Monteiro Lobato, vem também para movimentar a instituição e fazê-la ainda mais presente na sociedade. "Queremos dar vida a nossa biblioteca e nada melhor que trazer crianças e incentivá-las a entrar de cabeça no mundo dos livros para isso", disse.

Para fechar com chave de ouro a manhã, os personagens que visitaram a biblioteca, as professoras e as crianças cantaram parabéns à Monteiro Lobato, este, que deu vida a uma boneca de pano e a um sabugo de milho e que acreditava no poder da imaginação das crianças.

"A mim me salvaram as crianças. De tanto escrever para elas, simplifiquei-me". Monteiro Lobato em Carta a Godofredo Rangel, São Paulo, 1/2/1943.

O projeto segue até o dia 3 de maio com apresentações às 8h, às 9h, às 14h e às 15h.


Envie seu Comentário