28/12/2018 08h29

Desesperança que aniquila


Por Milena Maia

 

O professor de filosofia Paulo Henrique, de 24 anos, foi encontrado morto na manhã dessa quinta-feira (27/12) em Glória de Dourados. Ele estava desaparecido desde a manhã de quarta-feira (26), quando disse a familiares que se deslocaria até uma agência bancária para sacar dinheiro.De acordo com a polícia, ele cometeu suicídio.

Diante do caso, a psicóloga amambaiense Milena Maia, escreveu um post no facebook, segue na íntegra:

Sempre que uma notícia dessas é divulgada meu coração sangra...não importa se não conhecia a pessoa, no momento que leio penso na dor e angústia que são sentidas por essas pessoas a ponto de entenderem que a vida não faz mais sentido....existem inúmeras teorias para o suicídio, mas pra mim a única explicação plausível é: "a minha dor é insuportável"....seja pelo fim de um relacionamento, pelo fracasso financeiro,pela perda das terras, pelo bullying, pela baixa autoestima, tudo isso se resume a desesperança....e tem nome científico: DEPRESSÃO!*

Depressão é doença....não é frescura, não é falta do que fazer, muito menos falta de Deus....Depressão é dor, angústia, medo! Tem cura....mas precisa da ajuda de TODOS que convivem com o indivíduo....precisa de remédio....de psicoterapia...de novena (para os católicos)....campanha de oração (para os evangélicos)....passe (para os espíritas)....reza de Nhaderú (para as religiões indígenas).....precisa de todos unidos num só propósito: AMENIZAR ESSA DOR SUFOCANTE! Independente de sua religião faça uma prece nesse momento à todos aqueles que agoram choram escondidos, à todos aqueles que nesse momento pensam que sua vida não tem mais sentido, à todos aqueles que perderam o brilho no olhar.....rogue que Deus, entidades, Grande Criador ou qualquer ser espiritual que você acredita encontre esses corações e coloque neles um pouquinho de esperança.....pra suportar mais um dia!

Pra galera da comunicação existe uma cartilha do ministério da saúde específica para a impresa, de como abordar o tema "A mídia desempenha um papel significativo na sociedade atual, ao proporcionar uma ampla gama de informações, através dos mais variados recursos. Influencia fortemente as atitudes, crenças e comportamentos da comunidade e ocupa um lugar central nas práticas políticas, econômicas e sociais. Devido a esta grande influência, os meios de comunicação podem também ter um papel ativo na prevenção do suicídio.

O suicídio é talvez a forma mais trágica de alguém terminar a vida. A maioria das pessoas que consideram a possibilidade de cometer o suicídio são ambivalentes. Elas não estão certas se querem realmente morrer. Um dos muitos fatores que podem levar um individuo vulnerável a efetivamente tirar sua vida pode ser a publicidade sobre os suicídios. A maneira como os meios de comunicação tratam casos públicos de suicídio pode influenciar a ocorrência de outros suicídios." Esse texto faz parte dessa cartilha, ter ela com vocês certamente fará toda a diferença quando forem noticiar o tema.*

Milena Maia é psicóloga e atua na rede municipal de saúde de Amambai

Envie seu Comentário