25/03/2019 20h33

Vereadora quer Centro de Referência e Atendimento à Mulher no município

Janete Córdoba solicita a prefeitura elaboração de projeto para instalação do CRAM em Amambai


Fonte: Redação

 
A criação do Centro de Atendimento em Amambai está sendo proposto pela vereadora Janete Córdoba - Foto: Ilustrativa A criação do Centro de Atendimento em Amambai está sendo proposto pela vereadora Janete Córdoba - Foto: Ilustrativa

Amambai (MS) – Para fortalecer os programas de acolhimento e atendimento às mulheres amambaienses, a presidente do poder legislativo de Amambai, vereadora Janete Córdoba (PSDB), está solicitando do poder público elaboração de projeto para instalação de um Centro de Referência e Atendimento à Mulher (CRAM), no município.

De acordo com a vereadora, O Centro de Atendimento à Mulher é um espaço destinado a prestar acolhimento e atendimento às mulheres em situação de violência. Janete afirma, ainda, que no local serão desenvolvidos programas que visam promover a ruptura da situação de violência e a construção da cidadania, por meio de ações globais e de atendimento interdisciplinar, entre eles o psicológico, social, jurídico, de orientação e informação, à mulher em situação de violência.

Janete argumenta que a proposta visa desafogar o CREAS e que, junto à Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas, oferecer cursos de capacitação para reintegração na sociedade, formando uma rede de apoio a essa política que busca proporcionar a superação, contribuindo para o fortalecimento da mulher e do resgate de sua cidadania.

"Trata-se, portanto, de um espaço estratégico de enfrentamento à violência contra as mulheres - desenvolvendo seu trabalho por meio de uma atuação articulada com instituições governamentais e não governamentais, que integram a rede de atendimento às mulheres", diz a vereadora.

A reivindicação foi encaminhada ao prefeito de amambai, Dr. Bandeira, por intermédio do requerimento número 053/2019, de autoria da vereadora e subscrito pelos demais vereadores da Casa de Leis O requerimento foi aprovado na sessão ordinária, realizada nesta segunda-feira (25.


Envie seu Comentário