21/02/2019 09h00

Secretários de Agricultura do Codesul discutem vigilância sanitária, aftosa e leite com ministra


Fonte: Portal Ms

 

Os secretários das pastas de Agricultura dos estados que integram o Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul) – composto por Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul -, reuniram-se na tarde dessa terça-feira (19.2) em Brasília com a ministra de Agricultura, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, para tratar de pautas e demandas comuns relativas à vigilância sanitária na região de fronteira, febre aftosa e produção de leite.

"Foi o primeiro encontro dos secretários de Agricultura do bloco do Codesul com a ministra. Como o governador Reinaldo Azambuja preside atualmente o Conselho, cada titular de pasta assume o papel de articulador junto ao Governo Federal. Tratamos inicialmente dos convênios que os órgãos de defesa sanitária estadual têm com o Ministério da Agricultura e o que nos foi informado é que os convênios continuam, o Governo ainda irá definir volume e critérios para liberação de recursos, mas a partir de março, poderemos encaminhar nossas demandas", informou o titular Jaime Verruck, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Outra pauta discutida com o Ministério é o seguimento do cronograma de ações do Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (Pnefa). "Santa Catarina já tem o status de área livre de aftosa sem vacinação e o Paraná deseja antecipar o fim da vacinação, antes do cronograma estabelecido. Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul seguem com as ações do Pnefa para retirar a vacina em 2021. A ministra reforçou o empenho do Governo Federal na continuidade do programa, pelas questões estratégicas que envolve para o País", acrescentou Jaime Verruck.

Por serem vizinhos ao Paraguai, Bolívia, Argentina e Uruguai, foi reforçada a importância dos investimentos nas zonas de vigilância na fronteira com esses quatro países. "É uma ação fundamental para a questão sanitária", disse o secretário. Uma reunião com o ministro da Agricultura do Paraguai, deverá ser realizada em Brasília na segunda quinzena de março para tratar de questões ligadas à defesa sanitária.

Por fim, na questão ligada aos produtores de leite, a ministra Tereza Cristina "informou aos secretários que o posicionamento do Governo Federal em relação às medidas antidumping já está definido e o setor não ficará desprotegido", finalizou.

Envie seu Comentário